19 de maio de 2009

Desmascarando a Teologia do Barulho Reteté

36 comentários

Gostaria hoje de esclarecer uma pergunta enviada pelo meu amigo e Presbítero Evaldo. Ele nos enviou a seguinte dúvida: “ Por que os crentes barulhentos se consideram pentecostais?”


Para responder essa pergunta, que por sinal é muito pertinente, lanço outra questão: O barulho é a marca de um cristão pentecostal?


Amigos e leitores, atualmente a marca que evidencia um cristão avivado está no estereótipo da pessoa e não mais na alma e no espírito. Por incrível que pareça, o quanto você mais berra, mais grita, mais se “esperneia”, caí no chão, dança no “espírito” (não sei em qual espírito), mais avivado e pentecostal você é!



A Palavra de Deus é tão clara quanto ao avivamento do Senhor. O avivamento não se caracteriza por aberrações, gritos, milagres, mudanças litúrgicas e etc.... Avivamento é muito mais que isso!

O verdadeiro avivamento é provocado pela Palavra de Deus e resulta na mudança de conduta da pessoa avivada. Tudo em sua vida se faz novo, todas as áreas de sua vida são afetadas e tão logo essa pessoa passa a desenvolver os frutos do Espírito. (Gálatas 5.22-23)


Notemos que os frutos do Espírito Santo são: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio. (Observe esses dois últimos frutos). Uma pessoa cheia do Espírito é mansa e possui domínio próprio sobre si, ou seja, não age por impulsos, por emoções, menos ainda por sensações e tem seu temperamento controlado pelo Espírito do Senhor.


Interessante essa “Teologia do Barulho” desenvolvida pelos Neopentecostais. Quem nunca ouviu o famoso jargão: “Pentecostal que não faz barulho está com defeito de fabricação”. Não sei qual a finalidade dessa frase, mas uma coisa é certa: Deus é não surdo!


Deus não é surdo e muito pelo contrário a sua Palavra diz que Ele conhece todos os nossos pensamentos, nossos intentos e nosso coração (Salmos 139), sendo assim não haveria necessidade de “berrar” ao ouvido de Deus, pois o Senhor não procura gritos e sim verdadeiros adoradores que é adorem em Espírito e em Verdade (João 4.24)


Uma coisa é certa essa Teologia do Barulho nada mais é que puro misticismo criado por “cristãos” que não conhecem a Deus e tão pouco a sua Palavra. Chamamos de misticismo o conjunto de normas e práticas que tem por objetivo alcançar uma comunhão direta com Deus. O problema é que quase sempre, os místicos são induzidos a prescindir da Bíblia e se basear apenas em suas experiências.


Efetuando uma exegese do derramamento do Espírito Santo em Atos 2, verifica-se uma ordem e que os sons estavam legíveis ao público em geral. Disse o médico e historiador Lucas: “E correndo aquela voz, ajuntou-se uma multidão e estava confusa, porque cada um ouvia falar na sua própria língua”(AT 2.6)


Lucas destaca que ouve entendimento do que os discípulos de Cristo falavam, por parte dos viajantes que estavam em Jerusalém:”Todos os temos ouvido em nossas própria línguas falar das grandezas de Deus”(v.11). O versículo 13 diz que alguns zombaram do acontecimento, alegando que os discípulos estavam bêbados, isso significa que houve um barulho inelegível?


O versículo 13 indica que alguns não entenderam o agir do Espírito Santo, mas isso não significa um barulho rock-roll, verificado em muitas reuniões pentecostais, que mais se assemelham ao Maracanã em dia de clássico do que um genuíno culto cristão.

Paulo nos alerta em 1 Co 14.23:”Se, pois, toda a igreja se congregar num lugar, e todos falarem em línguas estranhas, e entrarem indoutos ou infiéis, não dirão, porventura que estais loucos?


Paulo demonstra uma preocupação em todo o capítulo 14, que deve haver uma ordem na línguas e profecias no culto, a fim de que todos sejam edificados.


O barulho é característica do culto pentecostal?
a)O culto pentecostal é racional (Rm 12.2). O culto barulhento, não dá lugar a reflexão e meditação.
b) O culto pentecostal tem ordem (1Co 14.40). Essa ordem não é de um cemitério, como dizia Apóstolo Paulo: os dons são exercidos com o propósito de edificar a igreja e não escandalizá-la.
c) O principal propósito do culto pentecostal é glorificar a Deus e edificar a igreja (1Co 14.26). Um lugar onde o barulho reina, não há lugar para a Palavra de Deus e nem para a edificação do próximo por meio de palavras inteligíveis.
d) Os dons espirituais, quando exercidos segundo as regras estabelecidas pela Palavra de Deus, não causam desordem ou bagunça (1Co 14.29-33);
e) o culto pentecostal é dinâmico, mas há lugar para uma liturgia (1Co 14.26). O culto é feito por homens guiados pelo Espírito de Deus, porém o homem é que oferece o culto, seguindo assim uma ordem(liturgia).


Não podemos negar que a presença do Espírito Santo em nossas vidas abala nossa estrutura corporal. Não posso negar que muitas vezes me exalto quando estou pregando a Palavra do Senhor, entretanto tenho a convicção que Deus não olha a aparência e sim o coração do homem (1 Samuel 16.7)


Deixemos de lado as loucuras dos homens e tentemos compreender a loucura de Deus que é a sua Palavra. (1 Co 1.21)


Para melhor compreensão leia o artigo: “O verdadeiro avivamento”

Elaborado por Pr Elder Cunha (eldersacal@hotmail.com)

Comments

36 comments to "Desmascarando a Teologia do Barulho Reteté"

marli de oliveira disse...
20 maio, 2009 16:01

exelente,parabens,explendido...........

Amanda Britto disse...
21 maio, 2009 21:37

Muito boa a colocação de que crentes petencostais são barulhentos. É verdade que muitas vezes isso acontece, mas devemos ser sábios e dar bom testemunho aos q não professam da mesma fé que a nossa. Deus não está no meio de uma confusão. " Mas faça-se tudo decentemente e com ordem". ( 1 Co 14: 4o)

Pr Elder Sacal Cunha disse...
21 maio, 2009 22:53

Prezada Amanda,
Gostaria de enfatizar que sou Pentecostal de "carteirinha" batizado no e com o Espírito Santo, mas tenho a plena certeza que o Espírito do Senhor está mais interessado em manifestar em nossas vidas o caráter de Cristo do que seus os dons espirituais.
Lembrando que os Frutos do Espírito, esses nos levam a Santidade e a Deus, enquanto os dons são ferramentas para o trabalho.
Devemos, sim, buscar com zelo todos os dons, no entanto a nossa santificação deve estar em primeiro lugar.
Digo isso, porque muitos pentecostais e neopentecostais dão prioridade aos dons e se esquecem de "porfiar" pela vossa Salvação.
Deus a abençõe
Pr Elder

Itallo disse...
22 maio, 2009 15:16

Pr,
não concordo muito com sua colocação...
além do mais... sou pentecostal da VISÃO e acredito em tudo isso... essa história de que DEUS NÃO É SURDO ... é bem relativo... se Ele não gostasse e não se manifestasse através do "reteté" porque Ele criou? porque Ele permite? porque Ele se manifesta através?
outro ponto quando fala de mansidão e dominio próprio não está se referindo a isso... e sim a ser mansos com pai e mãe ... com pastores ... lideres etc e com dominio próprio entende-se na questão dos pecados... de ter dominio sobre eles e não deixar a tentação vir...
Temos que estar vigiano nesse ponto... pois há pessoas (como eu) que acreditam nisso... então não devemos falar q isso está errado... ok?
fik na paz
abraços

Pr Elder Sacal Cunha disse...
22 maio, 2009 18:08

Caro irmão Otallo,
respeito sua posição, afinal você tem esse direito, de concordar ou não concordar.
Agora se você observar o subtítulo desse blog "Examinai tudo e retenha o bom" ( 1 Tess 5.21), a Bíblia nos autoriza a reter somente o que nos edifica.

Agora me diga aonde esta a passagem na Bíblia que Deus criou o Reteté como você afirmou acima?
E quanto os frutos do Espírito (mansidão e dominio próprio) a minha Bíblia não diz ser manso com o pai e a mãe e tão pouco possuir domínio próprio, somente, sobre a tentação.

Muito mais que isso, os Frutos do Espírito se manifestam em todas áreas de nossas vidas.

O Apóstolo Paulo nos deixou uma mensagem tremenda em Efésios 4.14 "para que não mais sejamos como meninos, agitados de um lado para outro e levados ao redor por todo vento de doutrina, pela artmanha de homens, pela astúcia com que induzem ao erro"

Itallo, com amor, leia e medite mais na Palavra de Deus, pois Ela te ensinará todas as coisas.
caso queira maiores esclarecimentos entre em contato, terei o prazer em me corresponder com você.

Fica claro que respeito sua posição.

Em Cristo
Pr Elder Cunha

Itallo disse...
22 maio, 2009 18:56

Simmm
a biblia não fala que Deus criou ou naum...
mas se Deus criou todas as coisas...
a biblia nos fala que não cai uma folha de uma árvore sem a PERMISSÃO de Deus...
se até na folha de uma árvore precisa da permissão... porque Ele prermite... e Ele criou sim... a biblia não precissa falar se criou ou não... Quando o Espírito de Deus se manifestou em Pentencostes... foi o q?

Fica claro também que respeito sua posição

abraços...
Em Cristo

Pr Elder Sacal Cunha disse...
22 maio, 2009 19:07

Amém Itallo.
Façamos o seguinte: fique com o seu Reteté e eu com a Palavra de Deus.
E não se esqueça que os homens mudaram a Palavra da Cruz para satisfazer suas vontades. (é o que a Bíblia diz e Deus permiti, porque nos deu o livre arbítrio)

Em Cristo
Pr Elder

Anônimo disse...
22 maio, 2009 19:08

Gostaria de apenas comentar que o vinho(a alegria)foi requerido em um casamento ao ponto de ser a água transformada neste elemento.
Penso que quando um pregador prega com unção e ousadia uma palavra ele chega a gritar e saltar tamanha é a verdade de suas palavras, vejo que com ouvintes é assim tmbm, se sentimos a força da palavra pregada, é impossível estar diante de Deus e não saltar de alegria, ou ficar de boca fechada sem exaltar o Deus poderoso...
No mais vamos ao culto não só para ouvir a Palavra mas para participar dela, ou então reprimidos entraremos mudos e sairemos calados, para o ensino da Palavra há escola bíblica, e demais ensinos.
Melhor é dar um grito de GLÓRIA A DEUS com alegria e agradecimento do que ficar no salto e sair vazio.
Mas é meu pensamento o qual é expresso com a liberdade com que Cristo me libertou.
No mais querdos irmãos, paz seja sobre suas vidas.

Danilo Fernandes disse...
22 maio, 2009 21:56

Pastor,

Concordo 100% com tudo o que foi dito e, ainda acrescento, muito barulho nos cultos pode ainda causar outros fenomenos bem bizarros, como os que vemos aqui:

http://genizah-virtual.blogspot.com/2009/04/marco-feliciano-causa-revolta-na.html

Itallo disse...
22 maio, 2009 22:11

então pronto...
eu fico com o reteté e a palavra de Deus
e vc com a palavra de Deus
Amém?

Que Deus te acompanhe e inlumine
abraços

Thays disse...
26 maio, 2009 15:58

Este comentário foi removido pelo autor.
Thays disse...
26 maio, 2009 16:00

Pastor, excelente artigo.
Concordo plenamente com o que vc escreveu.
Infelizmente os "crentes" tem colocado experiencias pessoais acima da palavra de Deus, eles não buscam mais a palavra de Deus pra ver se o que estão fazendo é certo, mas buscam pedaços de versiculos (e mts vezes nem isso) para apoiar a bagunça que estão fazendo.
Estou querendo abordar esse assunto na minha igreja, gostaria de saber se o vc tem mais material sobre isso?

Abraço

Elder Sacal Cunha disse...
26 maio, 2009 17:31

Olá Thays, tenho sim muito material a cerca desse assunto.
No próprio BLOg procure em "Assuntos" por: Neopentecostalismo; Keneth Hagin; Confissão Positiva; Teologia da Prosperidade; O que Jesus não faria; Desmascarando Nova Unção...
Tudo isso é fruto desse movimento
Abraços
Pr Elder

Elder Sacal Cunha disse...
26 maio, 2009 17:31

Dpuvidas me escreva por email, terei o imenso prazer de ajudar.
Você tecla de SP?

Thays disse...
27 maio, 2009 12:12

Ótimo, vou olhar esses tópicos então, e assim que eu terminar de ler se ouver alguma dúvida entrarei em contato. Sou do Paraná.

Abraço

Jose Videira disse...
03 junho, 2009 19:55

A Bíblia disciplina a forma de culto a Deus desde o Antigo Testamento. O Novo Testamento nos ensina que num culto a Deus deverá haver ordem, decência e racionalidade. A permissividade da Grande Igreja dos primeiros séculos transformou o culto num ritual cheio de simbologias pagãs e adoração a ídolos, levando a uma cisão no século XVI da Igreja Romana por Martinho Lutero, que levantou a bandeira “sola escriptura”, quer dizer, “não faremos nada que e não aceitaremos nenhuma prática que não estaja alicerçada nas escrituras”. Com isso estaremos garantindo um mínimo de coerência no culto, segundo o modelo da Nova Aliança. Um culto em que as pessoas afastam as cadeiras e começam a rodar e a rodar, será que isso é racional? Será que é de Deus, apenas porque ele permite isso no culto, conforme um comentarista falou? Essa linha de raciocínio não se sustenta, porque senão estaríamos justificando que tudo o que acontece na igreja é da vontade de Deus, porque ele está permitindo. Isso só denota o desconhecimento das Escrituras. Como podemos levar uma família à uma igreja em que reina o caos no culto para ouvir falar de Jesus?Será que eles voltariam? Certamente não. Tudo nos leva a crer que existe um sistema maligno orquestrado para demolir os alicerces da Igreja cristã onde a experiência torna-se mais importante do que a teologia. E a Palavra vai sendo cada vez mais abandonada. Há de se cumprir os dias em que Jesus identificou como os dias em que não haverá mais fé na terra. Nesse dia, Ele voltará. Maranata.
Pr José Videira
Ministério Cristo é Real
http://josevideira.blogspot.com

leo268 disse...
07 junho, 2009 14:55

Elder!

Cara, devo dizer glória a Deus depois de um texto desses. Eu sou cristão emergente reformado, porém meu primeiro contato com igrejas evangélicas foi uma experiência assustadora. Eu fui a um culto onde as pessoas falavam em "línguas" e gritavam, faziam som de animais, tinham ataques, ninguém se controlava... meu primeiro pensamento foi: credo, eu NUNCA vou ser assim.

Anos depois, quando me converti entendi o que era ser cristão, entendi o que eram atitudes cristãs.
Infelizmente eu muitas vezes tenho vergonha de dizer que sou evangélico. Não me leve a mal, eu jamais negaria minha fé em Jesus como SALVADOR e SENHOR não tenho vergonha alguma de crer nEle.

Mas sim, eu tenho vergonha das pessoas que creem nele. Há algum tempo atrás me convidaram a uma reunião de oração e eu fui, e todas as pessoas gritavam e gritavam, tanto que quem ouvia ridicularizava....
é uma coisa bem complicada, pois esse tipo de atitude não engrandece o nome de Jesus, só faz parecer que para ser crente, precisa ser idiota....

fica com Deus irmão

afromendis disse...
26 junho, 2009 14:17

José Afonso( assembleiano)

Estou plenamente de acordo com o tema registrado nesta pagina.pelo pastor Elder S. Cunha.
se alguem ten duvidas ou desacreditou este artigo .
Eu sugiro que faça um estudo bem minucioso da palavra de Deus ;
pois ela esta de acordo com tudo que foi escrito .
parabems pastor Elder que Deus assegure seus pricipios sobre toda a palavra de Deus e que te de a cada dia mais e mais entendimento sibre Ela .
eu declaro de coração estas palavras escritas.
Sou membro das assembleia de DEus povo pentecostal niguem melhor para testificar de um trabalho perfeito como este seu
um abraço e Que Deus te cubra com as virtudes do Espirito Santo AMEM

Elder Sacal Cunha disse...
27 junho, 2009 13:17

Meu querido irmão José Afonso,
A Biblia é tão clara, no entanto os homens preferem rejeita-la.
Está escrito: 2 tim 4.3
Haverá tempo em que não suportarão a sã doutrina, pelo contrário, cercar-se-ão de mestres, segundo as suas própria cobiças...

Pr Elder
Ficamos com a Palavra de Deus e o Espírito Santo

OLHO VIVO disse...
27 junho, 2009 20:08

A FALÁCIA DA PROSPERIDADE
QUANDO A BÍBLIA FALA

“Porque o filho do homem veio BUSCAR e SALVAR o que se havia perdido”
Lucas 19:10

Existem alguns aspectos da vida e do ministério de Jesus que parecem não interessar aos defensores da “TEOLOGIA DA PROSPERIDADE”, pois estes depõem literalmente contra tais práticas e crenças. Ao ler a narrativa do encontro de Jesus com Zaqueu fica evidente que há contradições nos argumentos de quem prega este conceito como sendo algo Bíblico. Zaqueu era um homem “RICO” de berço, mesmo não conhecendo e não temendo a Deus e assim como ele existem milhões pelo mundo que ostentam suas posses sem qualquer vínculo religioso seja lá com que igreja for. Portanto, aqui já há algo que depõe contra os TEÓLOGOS DA PROSPERIDADE.

Zaqueu, ao perceber do alto daquela figueira, que Jesus havia notado a sua presença e sendo chamado, desceu foi até a sua casa e lá tomou uma decisão no mínimo inusitada, decisão que bate de frente com os que pregam a posse de bens materiais como graça divina, ele disse: “Senhor, eis que dou aos pobres metade dos meus bens; e, se alguma coisa tenho defraudado alguém, restituo quadruplicadamente” - Lucas 19:8. A atitude de Zaqueu é de causar constrangimento a quem vive na ilusão da prosperidade uma vez que ele abriu mão de bens para seguir a Cristo. Ora, se o Evangelho é sinal de PROSPERIDADE neste caso as coisas não batem, até porque Jesus arremata dizendo: “Porque o filho do homem veio BUSCAR e SALVAR o que se havia perdido” - Lucas 19:10. Este texto derruba qualquer argumento dos TEÓLOGOS DA PROSPERIDADE, pois ele deixa claro que Jesus veio para tratar dos problemas da “ALMA” e não do “BOLSO” do cidadão, buscando e salvando sem prometer riquezas materiais como recompensa. O fato curioso é que estes textos não são lembrados nos sermões dos donos das EMPREJAS, muito menos o de Jesus tratando com o Mancebo de Qualidade quando diz: “Se queres ser perfeito, vai, vende tudo que tens, e dá aos pobres; E terás um tesouro nos Céus; E vem, e segue-me” - Mateus 19: 21. Para seguir a Cristo ele precisava se livrar de seus bens o que é algo no mínimo estranho para os conceitos de PROSPERIDADE modernos. É inquietante notar que Jesus jamais falou sobre prosperidade material, até porque Ele multiplicava PÃES e PEIXES, mas jamais multiplicou BENS MATERIAIS! Para aquele cidadão que a Bíblia afirma ter qualidades, o dinheiro e as suas riquezas falaram mais alto e ele foi embora triste, porque possuía muitos bens.

Continua...

OLHO VIVO disse...
27 junho, 2009 20:09

Continuação...

A Bíblia é imperativa ao afirmar que Jesus é “O CAMINHO”, “A VERDADE” e “A VIDA”, ele não é um Banco, um Agente Financeiro ou uma Bolsa de Valores, muito menos uma Casa da Moeda. Ao recomendar que devemos buscar PRIMEIRO o Reino de Deus e a sua Justiça ela não abre brechas para a exploração de mecanismos que permitam negociar com a fé na troca pela prosperidade material. A Bíblia trata das riquezas CELESTIAIS e não das MATERIAIS; Trata também dos problemas pertinentes à alma e não aos do bolso; Ela afirma que Jesus veio romper com o modelo capitalista da época onde a riqueza era sinal de poder e de exploração do homem pelo homem.

Veja o que diz Paulo: “MANDA AOS RICOS DESTE MUNDO QUE NÃO SEJAM ALTIVOS, NEM PONHA A ESPERANÇA NA INCERTEZA DAS RIQUEZAS, MAS EM DEUS, QUE ABUNDANTEMENTE NOS DÁ TODAS AS COISAS PARA DELAS GOZARMOS. QUE FAÇAM O BEM, ENRIQUEÇAM EM BOAS OBRAS, REPARTAM DE BOA MENTE, E SEJAM COMUNICÁVEIS. QUE ENTESOUREM PARA SI MESMOS UM BOM FUNDAMENTO PARA O FUTURO, PARA QUE POSSAM ALCANÇAR A VIDA ETERNA” - I Timóteo 6:17 a 19. Este é um tratado nas questões que envolvem a vida material que jamais pode ser desprezado por qualquer pessoa, mas que, no entanto foi literalmente retirado da Bíblia dos Agentes da Prosperidade das igrejas modernas para não lhes causar nenhum problema.

Outro texto surrupiado das páginas da BÍBLIA DA PROSPERIDADE é: “E esta é a confiança que temos nele, que, se pedirmos alguma coisa, SEGUNDO A SUA VONTADE, ele nos dá” - I João 5:14. Não creio que alguém sábio precise de argumentos mais sólidos dos que acima estão citados para ver que há algo PODRE dentro destas igrejas de fachada que fizeram da promessa de PROSPERIDADE uma bandeira para as suas pretensões materiais.

Carlos Roberto Martins de Souza
crms2casa@otmail.com

Caroline M. Lopes de Carvalho disse...
10 novembro, 2009 00:32

Ola Elder....estou conhecendo seu blog agora...e gostei muitoooo Parabensss.
Vou publicar este texto no meu blog..ok??
Deus Abençoe

Carol Munhoz
Mulheres com Propósitos

Anônimo disse...
05 dezembro, 2009 16:16

Pr. tenho uma duvida,o marido da minha prima diz ser batizado pelo Espirito Santo, no entanto vive brigando, e dizendo coisas absurdas, uma pessoa assim possui o Espirito Santo.ah! e na igreja na hora do retete ele dança, roda,faz caretas, isso e o Espirito Santo mesmo?

afromendis disse...
09 dezembro, 2009 22:51

Ola querido amigo e irmão em cristo.
A biblia nos diz que o espirito santo não mora em casa suja.
primeiro ele a limpa depois ele faz nela morada
se seu primo age assim tenho seteza que o espirito de Deus ja si foi e ele esta apenas agindo dentro da carne e as manifestações que nele aconteçe com certeza não provem do espirito santo.
pois o espirito santo não uza homens de impuros labios
fique na paz do Senhor.

BroderJames disse...
23 dezembro, 2009 22:55

"Não sei qual a finalidade dessa frase, mas uma coisa é certa: Deus não é surdo!"

Caro Elder, Deus não é surdo, mas podemos "fazer barulho" inspirados pelo Espírito Santo, ou então, porque aprendemos a fazer barulho, como um comportamento pentecostal, pela vontade e emoção do homem.

Como escrevi no outro post, temos que separar uma inspiração do Espírito Santo da vontade humana.

Um exemplo, já te ocorreu - a mim já - de estar ouvindo uma pregação e vir aquela vontade forte de glorificar ao Senhor?

Ou de estar orando, tranqüilo, e, de repente, sentir algo te impulsionando a clamar?

O Espírito Santo deve ter liberdade: ou seja, se Ele quiser agir, devemos dar lugar.

Agora, alguém pode, pela vontade humana, durante o culto, ficar dando aleluias e glórias a Deus bem alto. Ou então começar a orar bem alto e rápido, como se estivesse na unção, mas pela vontade humana.

Por quê? Porque as pessoas estão sendo ensinadas a agir "pentecostalmente". Parece que eles pensam que esse barulho todo - mesmo que a pessoa esteja fazendo pela vontade natural dela - dá uma aparência de mais unção ao culto...

Agora, o clamor realmente inspirado pelo Espírito Santo chega nos arrepia, e nos aquece por tabela!

Uma coisa é o Espírito me impulsionar a clamar, ou a dar um brado de Aleluia. Outra, é eu ser estimulado e ensinado pela tradição a dar Aleluia bem alto pela minha vontade e emoção.

Estão emocionalizando as manifestações espirituais.
Ora, se é espiritual, é Deus quem faz, não homem. Não pode ser ensinado por homens.

Acho que isso tem trazido confusão às pessoas: como há muita emoção pentecostal, as pessoas estão desprezando o verdadeiro mover do Espírito Santo, que impele as pessoas a pregar às vezes bem rápido, ou a clamar alto.

O cristão avivado não aprende com os homens na igreja a ser pentecostal emocional; mas dá lugar ao Espírito Santo só quando Ele o impulsiona.

Grande abraço, Broder James

www.broderjames.wordpress.com

Anônimo disse...
29 janeiro, 2010 19:58

O Espirito Santo é cavalheiro e quando manifesta suas operações Ele é manso e tranquilo. Essa coisa de retété é histeria ou coisas estranhas.

Ev. Willy Santos disse...
06 outubro, 2011 13:34

Querido pastor, quero parabenizá-lo por seu blog, especialmente pelas questões atualíssimas que vivemos hoje no meio evangélico. Excelente seu comentário sobre este tema do reteté! Quero que me permita apenas fazer duas correções, que não tirará o mérito do assunto comentado;
no QUINTO PARÁGRAFO, você disse "notemos que os FRUTOS do Espírito SÃO"...porém, na Bíblia, em qualquer tradução e mesmo no original, lemos: "o FRUTO do Espírito É! É UM fruto com vários "gomos"(elementos), como se fosse uma mixirica.
Outro ponto está no NONO PARÁGRAFO, quando o senhor escreve que os sons (as línguas faladas) estavam LEGÍVEIS ao público em geral. Acho que o senhor quis dizer DECIFRÁVEIS, ou INTELIGÍVEIS, visto que legível só é aplicável a quem está LENDO alguma coisa. E naquele momento eles só estavam OUVINDO mesmo. Um abraço, SHALOM!

Moraes , Marcos disse...
20 outubro, 2011 02:03

E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor de muitos esfriará."
como pode alguns poucos que vão a casa do Senhor pra buscar proveitos matérias ou ate por obrigação,que pouco louvam a Deus e reconhecem o Sacrificio de Jesus Cristo ,falar em mistério, sentir algo diferente dentro de sí?
afinal muitos de nos vamos ser chamados ate de loucos.
Eu sinto prazer em ser um deles , Gloria a Deus.Vem Senhor Jesus.

Anônimo disse...
01 novembro, 2011 13:09

gostaria meu caro que o Senhor falasse a respeito do que diz II Cr 5:14 e da dança seja ela no Espirito ou não me fale sobre ·ÊXODO Cap 15:20 Então Miriã, a profetisa, irmã de Arão, tomou na mão um tamboril, e todas as mulheres saíram atrás dela com tamboris, e com danças.
17 Ora, ouvindo Josué a voz do povo que jubilava, disse a Moisés: Alarido de guerra há no arraial.

18 Respondeu-lhe Moisés: Não é alarido dos vitoriosos, nem alarido dos vencidos, mas é a voz dos que cantam que eu ouço.
para você e os demais o que é um alarido de guerra senão gritos?

Anônimo disse...
01 novembro, 2011 13:17

o problema de muitos é que só se preocupam em derrubar a fé dos outros, e não em ganhar almas, Quem não é contra nós é por nós

Lc.9:49,50

38 Disse-lhe João: Mestre, vimos um homem que em teu nome expulsava demônios, e nós lho proibimos, porque não nos seguia.

39 Jesus, porém, respondeu: Não lho proibais; porque ninguém há que faça milagre em meu nome e possa logo depois falar mal de mim;

40 pois quem não é contra nós, é por nós.

BRUNO'IGREJA FACE A FACE COM DEUS disse...
04 janeiro, 2015 13:29

que DEUS te abençoe a cada dia,sou pentecostal e tenho sim ordem no culto,apesar de concordar com alguns exageros e difícil ver alguém igual ao SENHOR afirma que o retete é misticismo. Eclesiaste 11verso5
mas eu entendo que não precisa de barulho para DEUS trabalha,mas DEUS trabalha!Josué 6verso20 a ETICA é muito IMPORTANTE,mas não vamos permitir que a ETICA,atrapalhe o trabalhar de DEUS em nossas vidas.fico grato em poder expor também minha opinião,com um grande homem de DEUS que é o senhor. paz de DEUS

Claudio Elias Do Nascimento disse...
21 novembro, 2015 03:34

Ja Viu pessoas cair no chão dormindo eles derruba o povo com ANESTESICO INALATORIO e diz ser unção,movimento cai cai,repouso no espirito alem do pastor que derruba todos que passa no fedo do terno pesquise colete do Feliciano no youtube

Bravo disse...
17 fevereiro, 2016 08:27

Paz em Cristo povo de Deus, mas quanta ignorância defender o barulho sem demostrar um versículo que atente ao tema. O barulho é só barulho, as vezes o povo exalta alguns sons, podemos até aceitar em alguns momentos, mas a gritaria louco todo hora, todo culto, isso não é afirmação de unção. Vamos observar as escrituras povo.

Kelin Feder disse...
08 novembro, 2016 09:37

Desculpa irmão, mas não há fundamentos bíblicos para justificar o "retete", isso não é manifestação do Espirito, isso é meninice, coisa da sua cabeça, levada pela sua emoção

Gabriela Souza disse...
06 junho, 2017 15:49

Verdade varão!!! Eu sou pentecostal também, parabéns pois vc está certo .

Gabriela Souza disse...
06 junho, 2017 16:03

Sabe o que eu acho? Acho que cada um tinha que toma conta de sua vida pois sou pentecostal na minha igreja algumas pessoas pula roda no mistério e nada é Ninguém aki fica rodando na carne muito menos na emoção pois nada fica em oculto, o Espírito Santo e manso sensível e educado! E não concordei de falar que Deus não é surdo nada ver pois agente faz barulho grita Glória porque gostamos de dar o melhor pro nosso Deus. E nada de mimimi pois é no Pouco também que Deus nos honra . Deus ama todos Nois e ele manifesta a glória dele no lugar que ele quer e na hora que ele quer. Então vamos fechar mas a boquinha pra isso é abrir pra profetizar curar sanvação libertação pra aqueles que precisam

Desculpa pra todos! Mas eu tinha que abrir minha boca pra falar isso pois nosso Deus não gosta de contendar é muito menos confusão. Sei que estão discutindo coisas bíblicas mas gente cada um entende do jeito que quer Ninguém e obrigado a intender do mesmo jeito amém? Fiquem na paz e na graça do nosso Senhor Jesus Cristo.

On Line

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo
 

Copyright 2008 All Rights Reserved Revolution Two Church theme by Brian Gardner Converted into Blogger Template by Bloganol dot com

^