6 de maio de 2009

Desmascarando a Nova Unção

7 comentários


Olá leitores e amigos,

Resolvi, hoje, esclarecer uma questão “bizarra” e herética que se faz presente no meio da Igreja Evangélica.

Atualmente há uma ansiedade pela busca por despertamento espiritual e avivamento, que anos faz aceitar qualquer novidade vinda da outra América.

Não é questão apenas de modismo, mas são cultos estranhos que vêm sendo realizados, pregando quebra de maldição, o poder do assopro, as danças espirituais, falsas doutrinas e unção de todo o tipo.

Quem nunca ouviu falar de pessoas que testemunham que receberam algum tipo de unção. Unção do leão, unção da águia, unção dos quatros seres viventes, unção da lagartixa, unção do riso, unção da multiplicação, unção da conquista, unção do Bono Vox (pasmem), unção financeira, unção do dente de ouro, unção do sapatinho de fogo, etc. Só não ouvi testemunho algum de alguém que tenha recebido unção do quebrantamento, unção da obediência, unção da paz.

Para todo esse tipo de unção, os lideres desse movimento (neopentecostais) deram um único nome: A nova unção. Afirmam eles o seguinte: “Deus tem novas experiências para o seu povo, precisamos entender a nova revelação”; “A unção antiga não serve para os dias atuais, precisamos de óleo fresco”; “Estamos em um novo tempo e precisamos de uma nova unção”; “Vinho novo para odres novos”...

Basta você caminhar até uma livraria evangélica e encontrará um enorme acervo com livros acerca dessa tema, além de CD´s evangélicos (entre eles David Quinlan e Kleber Lucas - louvam a Deus clamando por uma nova unção). O que dizer das igrejas que carregam em sua razão social “Igreja da Nova Unção” ?

Isso tem me preocupado, porque analisando as experiências de homens de Deus tanto no Antigo como no Novo Testamento não encontro este tipo de unção. Encontro homens ungidos, capacitados, que operam milagres de Deus na terra; homens e mulheres com unção, mas não uma unção específica. Folheando os arquivos da história da igreja também nos deparamos com muita unção; gente que viveu as mais estranhas experiências espirituais, mas nunca uma unção específica. Eram pessoas ungidas com o Ungido.

Na Bíblia não encontramos tipos específicos de unção. Encontramos ungidos com a Unção!

Mas o que é unção? João responde: “E vós tendes a unção que vem do Santo e todos tendes conhecimento... Quanto a vós outros, a unção que dele recebestes permanece em vós, e não tendes necessidade de que alguém vos ensine; mas, como a sua unção vos ensina a respeito de todas as coisas, e é verdadeira, e não é falsa, permanecei nele, como também ela vos ensinou” (1 Jo 2.20,27).

Esse é um dos únicos textos da Bíblia que fala da unção como uma coisa concreta, não um fluído, um som, um vento. Ainda que na experiência de se ter o Espírito Santo a sensação que se sente mexe com a alma, as emoções, o que se recebe é algo concreto; recebe-se a própria Pessoa do Espírito Santo que passa a residir em nós!

João deixa claro que a unção vem de Deus; que ela traz conhecimento; que nos ensina, e que não é falsa. Isto posto, transparece a idéia de que existe unção que é falsa, que não vem do Santo e que não traz conhecimento!

1) A unção é uma experiência que começa na conversão. É quando o Espírito de Deus passa a residir em nós. “Em quem também vós, depois que ouvistes a palavra da verdade, o evangelho da vossa salvação, tendo nele também crido, fostes selados com o Santo Espírito da promessa; o qual é o penhor da nossa herança, até ao resgate da sua propriedade, em louvor da sua glória” (Ef. 113). Ouro texto: “Mas aquele que nos confirma convosco em Cristo e nos ungiu é Deus, que também nos selou e nos deu o penhor do Espírito em nosso coração” (2 Co 1.21-22). E ainda: “E não entristeçais o Espírito de Deus, no qual fostes selados para o dia da redenção” (Ef 4.30). Nestes textos, vemos que eles falam do Espírito Santo, como uma garantia para a salvação, que nos “carimba”, que nos sela, marcando o objeto de sua posse. Aqui a unção é um selo.

2) Os discípulos receberam o Espírito Santo a primeira vez em João 20.22, e depois foram cheios novamente em Atos 2.4 e depois novamente em Atos 4.31! Ser cheio do Espírito Santo uma vez não garante unção para sempre. Precisamos ser cheios do Espírito Santo todos os dias, continuamente! É algo que ocorre “mediante o seu Espírito no homem interior” (Ef 3.16) e que deve ser cultivado de nossa parte, para que nos enchamos sempre do Espírito. “Enchei-vos do Espírito”, diz Paulo (Ef 5.18).

3) Se a unção é algo concreto que recebemos de Deus – por que, então, perdemos o vigor do Espírito, ou sentimos que vazamos da unção? Uma das respostas está em Efésios 4.30. Nós o entristecemos! E as razões porque o Espírito Santo se entristece em nós está escrito em Efésios 4.25 a 29, e depois dos vv. 31-32. Há outros exemplos de entristecimento do Espírito Santo. Paulo aconselha: “Não apaguem o Espírito”!

leia a postagem Pecados contra o Espírito Santo

4) Unção é também separação como nos Salmos 45.7; 89.20. Jesus foi separado, ou ungido pelo Pai, conforme Isaías Is 61.1 fato que se cumpriu em Lucas 4.18. Os utensílios do templo eram “ungidos”, isto é, separados! Em 1 Crônicas 16.22 refere-se a separação de todo o povo de Deus!

Conclusão: Unção é Habitação de Deus em nós. Unção é inteligência de Deus em nós; é separação. É delegação de autoridade! A unção é completa e não se manifesta apenas como leão e águia, símbolos de força e altivez.

Se alguém teve uma experiência com o Espírito Santo e a experiência a deixou orgulhosa, insubmissa, rebelde, achando que é melhor que os outros; posso garantir que é falsa e que não veio do Espírito da verdade! A verdadeira experiência com o Espírito Santo nos deixa mais humildes, serviçais e nos faz calar.

Unção, portanto, é a Presença do Espírito Santo em nós. Alguns, no entanto, confundem unção com manifestações. A unção pode vir acompanhada de todo tipo de manifestações, mas nem sempre as manifestações significam que temos unção.

E por fim, não precisamos de uma NOVA UNÇÃO, sabe por quê?

I João 2.27 A unção que Dele recebeste permanece em voz. (é única e exclusiva)

Estudo elaborado Pr Elder Sacal Cunha

Comments

7 comments to "Desmascarando a Nova Unção"

Cristiano Santana disse...
06 maio, 2009 16:51

Pr. Elder

Ótimo artigo. Estou lendo atualmente o Dicionário Internacional de Teologia do Novo Testamento - Edições Vida Nova.

Uma das palavras que já estudei é o termo grego crisma que significa unção. "Cristo" tem correlação com essa palavra é significa "ungido".

Foi como você falou. Unção não tem relação alguma com poderes miraculosos e coisas fantásticas. Na Bíblia a unção com óleo era utilizar para consagrar objetos, ungir reis, receber hóspedes em casa, curar doenças, etc. No Novo Testamento a unção com óleo teve grande importância na expulsão de demônios e curas de doenças. É claro que o óleo, em si, não tinha poder algum, mas funcionava como uma espécie de catalizador da fé dos discípulos porque o ser humano passa a acreditar mais quando se vê diante de alguma coisa visível que sirva para conectá-lo com o sobrenatural. Basta lembrar da capa de Elias, da vara de Moisés, etc.

Mais importante, a unção com o óleo tem o papel supremo de apresentar-nos uma simbologia, apontando-nos para a graça de Deus a nós concedida através da habitação do Espírito Santo em nós, que à semelhança do óleo, nos proporciona alegria de Deus e a cura da nossa alma.

A evidência dessa unção é a sua influência contínua em nossas vidas, gerando o chamado fruto do Espírito. Reflete em nosso caráter, transforma continuamente a nossa personalidade. Não tem nada a ver com esse misticismo que é propagado por aí.

Um abraço

Cristiano Santana
http://cristisantana.blogspot.com

james disse...
07 maio, 2009 01:05

.

Misericórdia, e paz, e amor vos sejam multiplicados, amado em Cristo, irmão Elder Sacal Cunha.

Infelizmente, milhares andam atrás de novas unções, novos milagres, novo qualquer coisa, mas, não buscam ao Verdadeiro Senhor, a Verdadeira Unção, única e exclusiva...

Outrossim, creio que o código de meu banner, agora está ok!

Deus abençoe por sua parceria!

Fraternalmente.

James.

Jesus, o maior Amor ///
...
..
.

Teóphilo disse...
07 maio, 2009 03:31

Pastor Elder,
Acabei de receber o selo "Grandes Pensadores da Blogosfera" e o senhor é uma das pessoas que gostaria sinceramente de indicar por seu zelo em defender a fé... este artigo é prova cabal disso!

Essa lenga-lenga de unção é mais uma raiz para a apostasia total.

Ah! Mais detalhes sobre o selo em:
http://teophilo.blogspot.com/2009/05/aventuras-de-blogueiro-cristao-ii.html

Pr Elder Sacal Cunha disse...
07 maio, 2009 08:28

Olá Teophilo
Eu agradeço o selo, vou observar as regras.
Muitas são as nossas aflições nesse caminho. Se faz necessário carregar a cruz de Cristo, po´rem Ele nos livra de todas.

Pr Elder

Pr Elder Sacal Cunha disse...
07 maio, 2009 08:38

James
atualizei o seu banner
abraço
Pr Elder

Anônimo disse...
13 julho, 2009 05:44

Cheguei acreditar que amado ia conseguir desmascara mesmo...

Vanessa Dutra disse...
01 fevereiro, 2010 14:13

Paz do Senhor!

Achei o assunto deste texto muito pertinente, pois eu mesma recentemente fui confrontada por pessoas que creem piamente nessas novas unções, inclusive na ignominiosa unção do riso.

Deus continue te abençoando!

On Line

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo
 

Copyright 2008 All Rights Reserved Revolution Two Church theme by Brian Gardner Converted into Blogger Template by Bloganol dot com

^